Círio 2018 terá atuação de mais de 21 mil agentes e inovações para garantir a segurança durante a quadra Nazarena

O Círio de Nossa Senhora de Nazaré ocorre na capital paraense há mais de 200 anos. Sinônimo de fé e devoção, o Círio é a maior festa religiosa do mundo que reúne fiéis e turistas dos quatro cantos do Brasil e do exterior. Ao todo, 12 romarias são realizadas na quadra nazarena, que se estende por quinze dias. Por meio do turismo religioso, em 2018, é esperado um aumento de 2,6% de turistas que compreendem mais de 80 mil e 400 pessoas de outros estados na capital paraense, e que deverão movimentar mais de 30 milhões de dólares na economia paraense. Para a festa católica tradicional, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) já iniciou, desde o dia 28 de setembro, a Operação Círio 2018.

Integração – A operação contará com um Centro Integrado de Comando e Controle para reforçar a segurança na quadra nazarena. Instalado dentro da Praça Santuário, integrantes de diversas instituições do Sistema de Segurança Pública estão a postos 24 horas, desde o dia 28.

Vídeo Monitoramento – Mais de 50 câmeras de vídeo monitoramento estão instaladas ao longo de todo o percurso da procissão, incluindo os pontos turísticos, rotatória do aeroporto e terminal rodoviário de Belém.  Durante as romarias e outros eventos ligados ao Círio, agentes de segurança mais próximos serão acionados para intervir quando observada alguma situação suspeita. Haverá ainda cobertura de segurança nos pontos turísticos mais visitados ao decorrer da quadra nazarena.

Delegacia de Polícia Civil – Uma Delegacia de Polícia Civil funcionará no Conjunto Arquitetônico de Nazaré. No local poderão ser registradas ocorrências policiais.

Segurança no ar – A Segup solicitou ao comando aéreo regional a criação de uma zona de exclusão de tráfego aéreo no polígono das 3 maiores procissões – moto romaria, trasladação e círio. O objetivo da medida é evitar a circulação de aeronaves em baixa altitude sobre a multidão, colocando em risco as milhares de pessoas que acompanham as procissões.

Corredor de circulação –  A Rua Belém será a opção para carros de passeio e transporte coletivo cruzarem o polígono de isolamento em direção à área do comércio, Ver-o-Peso e Cidade Velha, antes do início da moto romaria.

Traslado para Ananindeua – Este ano haverá a redução da frota, com meta de encerramento até as 18h30.

Romaria Rodoviária – Redução da frota de viaturas empregadas para facilitar o trânsito na Rodovia Augusto Montenegro, que está em obras e evitar o atraso da romaria.

Romaria Fluvial – Em apoio a Marinha do Brasil, a Segup utilizará 15 embarcações na fiscalização das que participarão da romaria.

Moto Romaria – Pórtico de Controle: Só ingressará ao pórtico de controle pessoas fazendo o uso de equipamentos obrigatórios de segurança – habilitação, capacete e documentação.

Trasladação/Círio – Plataforma de Segurança:  20 plataformas serão instaladas e sinalizadas ao longo do percurso da Trasladação e do Círio com o objetivo de auxiliar e potencializar as ações de segurança e atendimento de urgência e emergência.

Interdição de vias  – As 17 vias de maior circulação terão faixas de identificação informando da interdição. O fluxo sofrerá alteração em vias próximas onde ocorrerão a Moto Romaria, Trasladação e Círio, a partir de 6h da manhã de sábado (13) e só serão liberados após o término da procissão do Círio, no domingo (14).

Capacitação – Aproximadamente 100 Agentes de Segurança participaram de Capacitação sobre a metodologia do Sistema de Comando em Incidentes – Sci, que será aplicada no Centro Integrado de Comando da Operação Círio 2018.

 

Texto: ASCOM Segup
Fotos: Karol Coelho – ASCOM Basílica Santuário de Nazaré

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *