Cantos do Círio de Nazaré

Vós sois o Lírio Mimoso (Euclydes Farias)

Vós sois o lírio mimoso
Do mais suave perfume
Que ao lado do santo esposo
A castidade resume.

Refrão: 
Ó Virgem Mãe amorosa,
Fonte de amor e de fé,
Dai-nos a bênção bondosa,
Senhora de Nazaré (2x).

De vossos olhos o pranto
É como gota de orvalho,
Que dá beleza e encanto
À flor pendente do galho.

Se em vossos lábios divinos
Um doce riso desponta,
Nos esplendores dos hinos
Nossa alma ao céu se remonta.

Vós sois a flor da inocência
Que nossa vida embalsama
Com suavíssima essência
Que sobre nós se derrama.

Quando na vida sofremos
A mais atroz amargura
De vossas mãos recebemos
A confortável doçura.

Vós sois a ridente aurora
De divinais esplendores
Que a luz da fé avigora
Nas almas dos pecadores.

Sede bendita, Senhora,
Farol da eterna bonança,
Nos altos céus onde mora
A luz de nossa esperança.

Elá da Celeste altura
Do vosso trono de luz
Dai-nos a paz e ventura
Do vosso amado Jesus.

Virgem de Nazaré

Virgem de Nazaré, Mãe de concórdia, derrama sobre nós misericórdia!

Refrão:
Virgem de Nazaré, luz que nos guia, Ave Maria! Ave Maria!

Virgem de Nazaré, Mãe carinhosa, oscula nossa fronte, generosa!

Virgem de Nazaré, graça e poder, livra o nosso mundo do sofrer!

Virgem de Nazaré, força e esperança, alcança-nos de Deus paz e bonança!

Maria de Nazaré (Padre Zezinho)

Maria de Nazaré, Maria me cativou,
Fez mais forte a minha fé
E por filho me adotou.
Às vezes eu paro e fico a pensar
E sem perceber me vejo a rezar,
o meu coração se põe a cantar
Pra Virgem de Nazaré.
Menina que Deus amou e escolheu
Pra mãe de Jesus, o Filho de Deus.
Maria que o povo inteiro elegeu
Senhora e Mãe do Céu.

Refrão:

Ave Maria! (3x)
Mãe de Jesus!

Maria que eu quero bem,
Maria do puro amor.
Igual a você, ninguém,
Mãe pura do meu Senhor.
Em cada mulher que a terra criou
Um traço de Deus Maria deixou,
Um sonho de mãe Maria plantou
Pro mundo encontrar a paz.
Maria que fez o Cristo falar,
Maria que fez Jesus caminhar,
Maria que só viveu para seu Deus,
Maria do povo meu.

Nossa Senhora da berlinda (Padre Antônio Maria)

Porque eu tenho esperança e muita fé,
Porque eu quero ter amor bem mais ainda,
Porque te amo, Senhora de Nazaré,
Quero puxar a corda da tua berlinda (bis).

Refrão:

Ave, Ave, ó Senhora da Berlinda,
Ave Maria este é meu grito de fé.
Ave, Ave, Deus te fez a flor mais linda.
Ave, Ave Maria, Senhora de Nazaré.

Puxar a corda da berlinda é para mim
O compromisso de levar-te e te seguir.
Pelos caminhos desta vida até o fim,
E só fazer aquilo que Jesus pedir (bis).

Toda de Deus, por isso toda dos irmãos.
Em ti a fé e a vida é uma harmonia.
Sempre elevadas para Deus as tuas mãos,
Também abertas aos humildes, ó Maria (bis).

Os versos abaixo são adaptações:

A tua corda, me enlaça nesta hora,
me prende a Deus de corpo, alma e coração.
Assim é doce ser escravo teu, Senhora,
Servindo a Deus em cada homem meu irmão (bis).

Em Nazaré, eras escrava do Senhor.
Porém, ninguém viveu maior libertação.
Cordas de Deus te amarraram por amor,
Foi a graça que prendeu teu coração (bis).

Dá-nos a bênção

Refrão:
Dá-nos a bênção, oh mãe de fé
Nossa Senhora de Nazaré (bis).

Tu és a rosa do puro amor, suave e exalando celeste odor (bis).

És nossa vida, és nossa luz, oh Mãe querida do bom Jesus (bis).

Ao teu amparo nos dá viver, fieis servir-te até morrer (bis).

Círios (Vital Lima)

Meu filho, vês aquela claridade?
É a cidade na escuridão…
O barco singra as águas e pulsa feito um coração
cheio de alegria, bálsamo, benção.

O Círio de Nazaré, tu verás, será, menino,
algo pra não se esquecer,
pra colar no teu caminho
feito o som de uma viola
que te fez chorar baixinho…
quando vires a Senhora
ficarás pequenininho.

Diante do mistério que há
nessa nossa vida humana,
vais crescer mais que o luar,
vais voar mais que as semanas,
vais sorrir pro revelado,
fruto da emoção na boca
de que tudo é amarrado
e o mundo é um, é oca.

Menino, acorda e vem olhar,
o sol não tarda em levantar.
Vem ver Belém
que começa a despertar.
Outros outubros tu verás
(e outubros guardam histórias),
ver-o-peso quando for a hora.